DIAMANTÍFEROS BATEM PETRO E ASSUMEM VICE LIDERANÇA

O Sagrada Esperança da Lunda Norte venceu o Atlético Petróleos de Luanda por uma bola a zero, nesta terça-feira (23.04.21), no Dundo, em partida de acerto a 15ª jornada, última do primeiro turno do girabola.Numa partida suada, bastante disputada, sobretudo no centro do terreno, onde as equipas criavam a superioridade numérica, fechando todas as linhas de passe do adversário, o que tornou o desafio muito pesado, com muitos contactos pessoais, proporcionados pelas disputas acérrimas pela posse de bola. O equilíbrio dominou assim quase toda a primeira parte em que as equipas esboçaram poucas aproximações com perigo junto da baliza contrária.Se por um lado os atletas em campo entregavam-se de corpo e alma ao jogo, por outro, estava um senhor de apito em contramão com as regras da imparcialidade e justiça no jogo, que apitava tendencialmente em desfavor de uma mesma equipa.No reatamento, os caseiros voltaram dispostos a assumir as despesas do jogo, adiantando as suas linhas no terreno e procurando constantemente a baliza contrária, ora pelos flancos, ora pela zona frontal. Enquanto isso, via-se um Petro mais retraído e pouco apressado na reposição da bola, como quem se contentava com o empate.Foi numa dessas tentativas que, aos 65 minutos, num passe vertical do defesa Gaspar, que do seu meio-campo levantou a bola para a cabeça de Jô Paciência que no meio de dois adversários penteou a bola que sobrou para o Lépua que passava pelas costas, sem qualquer marcação. Este, em plena área de penalty, descaído para a esquerda e com toda calma e perícia do mundo, perante a saída do guarda redes Élber, tocou a bola com o pé direito para o poste mais distante, fazendo o único golo do desafio, que coloca os diamantíferos na vice-liderança do campeonato.Durante os noventa minutos, alguns lances de entradas ríspidas, resvalaram para violência que ditaram a expulsão do lateral direito lunda, Karanga, aos 86 minutos do jogo, por agressão sem bola ao adversário.A partida ficou, indubitavelmente, marcada pela arbitragem manifestamente tendenciosa do trio de arbitragem liderado por Hélder Martins (árbitro internacional), coadjuvado por Evanildo Lopes e Joaquim da Rocha, todos de Luanda, que esteve numa tarde cinzenta, marcada por um trabalho medíocre.O Sagrada Esperança venceu o Petro com os seguintes atletas:Langanga entre os postes;Defesas: Gaspar e Lulas, no centro, com Karanga na direita e Muenho na esquerda;Médios: Victoriano e Celso, no centro, com Luís Tati (Cachi) no flanco direito e Lépua (Matengó) no esquerdo, enquanto Jô Paciência (Chico) era a ceta virada para a baliza adversária.

Other Articles

DestaquesFutebol
Roque Sapiri e pupilos trabalharam de forma animada e descontraída
DestaquesFutebol

Leave a Reply

Precisas de ajuda?
Enviar via WhatsApp