LANGANGA O HERÓI DA SUPERTAÇA

Seu nome é Langanga Lando ou simplesmente LANGANGA, de 25 anos de idade, está na sua terceira época no Sagrada Esperança, depois de ter representado os clubes como Recreativo da Caála, Sporting de Cabinda, Inter e Kabuscorp do Palanca.

O actual dono e senhor das balizas diamantíferas que tem defendido com brio e extraordinária competência, acedeu sem muitos rodeios ao nosso convite para uma breve entrevista sobre o actual momento da sua carreira futebolística e ambições para época que se avizinha.

Acompanhe a entrevista:

P – Langanga, depois da conquista do título do Girabola e a Supertaça qual é o seu sentimento neste momento?

R – O meu sentimento é de alegria, como não poderia deixar de ser. Sabe que os títulos e os trofeus enriquecem a carreira de qualquer desportista, por isso, quando os conquistamos são sempre motivo de grande alegria. Mas, devo sublinhar que são fruto de muito trabalho e dedicação.

 

P – O Langanga tem sido decisivo nestas conquistas, sofrendo poucos golos e evitando outros defendendo penaltis. Qual é o segredo. Como tem sido a sua preparação?

R – O segredo é o foco no trabalho que realizamos todos os dias. Na nossa entrega para melhorar, a cada dia, as nossas performances individuais. Nada mais do que trabalho árduo e sistemático. Quanto aos penaltis devo dizer que este é o meu lado forte, defender os penaltis.

P – Qual é a reacção que tem recebido de seus colegas, da direcção e massa adepta?

R – Com os meus colegas tenho uma relação de muita cumplicidade, boa, de irmãos. A direcção também tem me acarinhado bastante e com os adeptos a relação varia, somos idolatrados quando tudo sai bem e apupados quando as coisas não resultam. Mas é compreensível, por isso me sinto bem tratado aqui no Sagrada Esperança.

P – Muito se tem especulado sobre o seu futuro. Vais representar a selecção de Angola?

R – Da minha parte não há qualquer impedimento. Sinto que estou em boa forma para ajudar a selecção nacional. Vontade não me falta, Agora é esperar que o seleccionador tome as suas decisões. Chegar à selecção nacional é o desejo de qualquer jogador. Vamos aguardar que as coisas aconteçam naturalmente.

P – Como está a encarar o jogo da primeira jornada do campeonato frente ao novo primodivisionário, Desportivo da Lunda Sul?

R – O título de campeão nacional e a supertaça fazem parte do passado, agora estamos apenas focados no próximo desafio do Girabola 21/22. Para nós somos todos equipas da 1ª Divisão, não existem equipas grandes e equipas pequenas, por isso vamos jogar com o objectivo de ganhar os três pontos. Teremos de ser iguais a nós mesmos, pois sabemos que seremos o alvo a abater por todos nossos adversários.

P – Depois de defender os três penaltis, o Langanga fez uma dança. Que dança é aquela e o que significa?

R – Como sabe o desporto é festa, é alegria. Por isso, quando fazemos algo que sai bem, dá-nos vontade de recrear, Aquela dança já tem sido ensaiada nos treinos e os meus colegas denominam-na de dança do gato (risos).

Esta a curta entrevista que nos foi concedida pelo gigante Langanga, de 1,93 cm de altura e 95 kilos de peso, a quem cabe a missão de defender as balizas dos diamantíferos da Lunda Norte.

 

Imagem – Fabrício

Texto – Rodésio Muvundo

Other Articles

DestaquesFutebol
Super Campeão de Angola
DestaquesFutebol

Leave a Reply

Precisas de ajuda?
Enviar via WhatsApp